Apresentação

A Pós-graduação em Geografia originou-se na reforma universitária de 1969. Derivou, portanto, do conjunto de reformas que o Governo Militar implantou no setor educacional do País, produto do Relatório Atcon e dos Acordos MEC/USAID. Aquelas reformas significaram a implantação, em nível nacional, de um “sistema de Pós-graduação, concebido como seletivo e destinado a formar docentes para o ensino superior e pesquisadores de alto nível”.

Essa reforma rompeu o processo de titulação acadêmica criado a partir da fundação da Universidade de São Paulo, na década de 1930. Após a formação das primeiras turmas de estudantes, foi instituído o processo de titulação acadêmica. Naquela época, os possuidores de tese original, inscreviam-se para a sua defesa mesmo sem terem tido orientador (décadas de 1940 e 1950).

A primeira tese defendida teve como titulo “Santos e a Geografia Humana do Litoral Paulista” de autoria de Maria da Conceição Vicente de Carvalho, sob orientação de Pierre Monbeig.

Prof. Pierre Monbeig

Ainda na década de 1940, cinco professores chegaram ao Doutorado, dentre eles: Ary França (“Estudo sobre o clima da bacia de São Paulo“); Nice Lecoq Muller (“Sítios e sitiantes”); João Dias da Silveira (“Estudo geográfico dos contrafortes ocidentais da Mantiqueira“) e Renato Silveira Mendes (“Paisagens culturais da Baixada Fluminense“).

Em 1946, o Departamento de Geografia foi oficialmente criado com os primeiros professores titulados com a colaboração dos professores franceses.

Prof. Aroldo de Azevedo

 

A década de 1950, marcada pela separação entre os cursos de História e Geografia, conheceu três doutorados: Elina de Oliveira Santos orientada por João Dias da Silveira, José Ribeiro de Araújo Filho e Aziz Ab’Saber orientados por Aroldo de Azevedo.

Prof. Aziz é o segundo à esquerda da foto, ao lado de Pierre Monbeig. Fonte:IEB/USP* (Hervé Théry e Neli Aparecida de Mello-Théry (2012) Aziz Nacib Ab’Saber, geógrafo brasileiro. Confins, Vol. 14.)

Na década de 1960, três geógrafos alcançam o título de Doutor: Pasquale Petrone, orientado por Ary França, Antonio Rocha Penteado orientado por Aroldo de Azevedo e Carlos Augusto Figueiredo Monteiro, orientado por Aziz Ab’Saber. Neste momento se completa a formação do corpo docente o qual, somado a outros professores no início dos anos de 1970, seriam os responsáveis pela implantação das duas áreas de concentração da Pós-graduação em Geografia Física e Geografia Humana na USP.

Prof. Carlos Augusto Figueiredo MonteiroProf. Carlos Augusto Figueiredo Monteiro

Novos pesquisadores, novas visões de mundo, novas metodologias estimularam a ciência geográfica, iniciando um movimento que, na década seguinte, ganharia todo o país.